Joomla Templates by Best Hostmonster

EB1 Almalaguês

Situada a doze km a sul de Coimbra, Almalaguês é a freguesia com maior área do concelho (22 km²), englobando cerca de 1500 fogos que albergam aproximadamente 3 500 habitantes.

Tem como limites Ceira e Castelo Viegas a norte, Assafarge a noroeste e a oeste, o concelho de Condeixa a sudoeste, e o concelho de Miranda do Corvo a sul e a este.

Recentemente, com a união de várias freguesias do município, deixou de ser a que tem maior área, mantendo-se no entanto a maior, entre as que permaneceram inalteradas.

É uma freguesia constituída por 26 lugares, distribuídos de forma diversificada. Se, por uma lado se apresentam vários aglomerados de lugares contíguos onde é difícil a distinção entre o final de um e início do seguinte, por outro encontram-se alguns lugares isolados. Almalaguês, a maior povoação e sede de freguesia fica situada aproximadamente no centro de um losango, distribuindo-se os restantes lugares em volta. Assim temos a Noroeste da sede de freguesia o conjunto das povoações de Cestas, Bera, Quinta do Sebal, Portela do Gato, Torre de Bera e Outeiro de Bera, formando um aglomerado quase contínuo.

Próximo mas mais para Oeste, fica Monte de Bera e Volta do Monte. A Norte de Almalaguês fica Anaguéis, e ainda mais a Norte o conjunto formado por Carpinteiros, Cartaxos, Casal dos Matos, Quinta do Colaço e Vale de Cabras. A Nordeste fica a Abelheira, e o conjunto formado por Braçais, Portela do Casal Novo e Casal Novo. Na parte Sul da Freguesia, menos povoada, encontram-se as povoações de Trémoa e o conjunto de Flor da Rosa, Ribeira e Chainça (a sudeste) e Rio de Galinhas, Monforte e Sr.ª da Alegria a Sul (a comunidade escolar desta Escola é proveniente destes lugares).

Relativamente ao relevo e paisagem humanizada, estes dividem-se em duas grandes áreas: ao Norte, coberto de florestas (onde predomina o pinheiro e o eucalipto) denominada "zona do barro vermelho"; ao Sul, zona agrícola por excelência onde as culturas mais frequentes são a vinha e a oliveira. Toda a zona é bastante acidentada com cotas que variam entre os 28 m (zonas ribeirinhas junto a Cartaxos) e 320 m próximo de Rio de Galinhas.

Com tradições culturais que remontam desde tempos imemoriais, pode citar-se a riqueza do seu folclore, o seu artesanato caraterístico que se terá expandido a toda a freguesia de Almalaguês, por cuja designação é hoje conhecido, a cultura musical do seu povo que em 1940 contava com cerca de 50% dos seus homens a saberem tocar algum instrumento, bem como a riqueza dos ofícios tradicionais de então.

A atividade agrícola, outrora dominante, é agora exercida em regime de pluriatividade pela população masculina, que trabalha no setor terciário (comércio e serviços) e, em menor escala, no setor secundário. Além desta atividade, outra atividade extremamente importante é a tecelagem manual que não só constitui uma fonte de receitas importante, como ocupa a maior parte da população feminina, sobretudo as mulheres de mais idade. Tem-se verificado, no entanto, que, fruto do desemprego, muitas mulheres mais jovens começam a dedicar-se ao tear, dando continuidade a esta atividade.

A tecelagem mantém-se sempre atual e com grande valor artístico, sendo dinamizada e publicitada pelo núcleo de artesanato, através de exposições a nível nacional e de âmbito internacional.

É pois toda esta riqueza cultural e tradicional que procuramos reavivar ao longo do ano letivo, não deixando que as nossas crianças olvidem as firmes raízes da sua terra. Procuraremos que os alunos descubram as relações entre vários temas propostos pelo programa e a sua própria vida e a realidade em que estão inseridos: meio local – regional - pais – família.

Morada:Rua da Escola Nova - 3040 431 Almalaguês

Telefone: 239932350

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.